Weby shortcut
Marca Pessoal Pablo Lisboa
Icone facebook
Icone twitter
icone instragram

Orientações

Por Pablo Lisboa Atualizado em 14/03/17 11:25.
Título Protótipo de Website para O Museu de Arte de Goiânia: Plataformas Web Museológicas na Sociedade da Informação e Comunicação
Ano 2016
Aluno(a) Barbara Yanara da Silva 
Orientador(a) Prof. Ms. Pablo Fabião Lisboa  
Banca Profa. Dra. Camila Azevedo de Moraes Wichers
Profa. Ms. Silmara Kuster (UNB)
Arquivo PDF (aqui)
Resumo

O presente trabalho caracteriza-se por estudar, analisar e fazer o diagnóstico do Website do Museu de Arte de Goiânia – MAG, observando sua estrutura física e informacional, no intuito de avaliar e explicitar seus pontos fortes e fracos, problematizando teórica e tecnicamente a sua função de realizar a comunicação museológica e fazer os devidos diálogos com a cadeia operatória da Museologia – Salvaguarda e Comunicação Museológica. Realizamos uma análise de similares identificando em websites de outros museus, propriedades e qualidades recorrentes de estrutura e organização da informação. Debruçamo-nos a discutir neste trabalho a arquitetura, interface e como o usuário deve ser o ponto central para o desenho e organização das informações de um website. Analisamos ainda a inserção do campo museológico e da cultura e como são realizadas as representações simbólicas da sociedade no ciberespaço. Como produto final deste estudo criamos um novo design de interface (aplicação para desktop e mobile) para o website do MAG que contempla caraterísticas requisitadas pelos usuários e características técnicas da Museologia, Ciência da Informação e Design Digital. 

 

Título A Tatuagem e o seu Contexto Patrimonial 
Ano 2016
Aluno(a) Karly Pedatela Desidério
Orientador(a) Prof. Ms. Pablo Fabião Lisboa 
Banca Prof. Dr. Jean Tiago Baptista
Prof. Dr. Rildo Bento de Souza
Arquivo PDF (aqui)
Resumo

O presente trabalho propõe uma análise sobre do contexto patrimonial da tatuagem. Seu estudo aponta para uma discussão dentro sua dimensão histórica, cultural, social, política e econômica, pois compreender o corpo tatuado inserido em um contexto é interpretar a evolução do homem através de seu universo. Para isso, o recorte da vigente composição perpassa pelo mundo da tatuagem abordando sua possível origem e seus elos com um passado muito distante, antes mesmo da era cristã, sua história em vários lugares do mundo e principalmente no Brasil, sua coligação com a religião e as controvérsias instauradas, os vários modos de se fazer tatuagem ao longo de seu percurso histórico, seu maquinário com sua história e todas as mudanças ocorridas até chegar no robô que tatua, o processo de introdução do pigmento na pele inserido nos vários contextos culturais, alguns estilos muito usados, alguns significados que por vezes pareciam obscuros, o conceito de patrimônio, sua contextualização patrimonial e suas abordagens. Considerando cada item mencionado, vale ressaltar que a memória cultural do homem está ligada ao corpo, cuja herança deixada é transmitida de geração para geração acrescentando elementos diferenciados de acordo com sua inventividade à cultura em questão.

 

Título APP "Goiânia Museus": Aplicativo para Smartphone com Informações dos Espaços Museais da cidade de Goiânia - GO 
Ano 2016
Aluno(a) Lorena Mello Martins
Orientador(a) Prof. Ms. Pablo Fabião Lisboa 
Banca Profa. Dra. Ivanilda Aparecida Andrade Junqueira
Profa. Dra. Manuelina Maria Duarte Cândido
Profa. Rita de Andrade
Arquivo PDF (aqui)
Resumo

A presente monografia tem a finalidade de apresentar o protótipo de aplicativo para Smartphones intitulado “Goiânia Museus”, tal aplicativo tem por objetivo divulgar os espaços museais do município de Goiânia – Goiás. Os dados das instituições foram fornecidos pela Rede de Educadores de Museus em Goiás (REM-Goiás), um coletivo interessado do debate desses espaços como lugares de educação. Para a produção do aplicativo nos baseamos em conceitos teóricos que envolvem, principalmente, as áreas da Museologia, a Ciência da Informação e o Design Gráfico, como: discussões sobre espaços museais, cibermuseologia, museus virtuais, memória na era do ciberespaço, educação não formal, teorias da cibercultura e de mídias locativas e teorias de referências visuais, como estudos sobre cor, tipografia, interface e arquitetura da informação, debatendo sobre a uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) em instituições museais. A Cibermuseologia é um campo da Museologia que se realiza no ciberespaço, não sendo uma substituição da realidade, mas sim uma extensão da mesma, servindo como ferramenta auxiliadora das ações museológicas e transmitindo o conhecimento no ciberespaço, além de proporcionar a interação e interatividade através da rede. Fez-se, também, uma análise de similares de três aplicativos de museus que nos auxiliaram na produção do app “Goiânia Museus”. Após tais considerações, criou-se o protótipo do aplicativo que conta com as informações das instituições museais e espaços para disseminar a Museologia e a REM-Goiás.

 

Título

A identidade Cultural Expressa pela Memória Oral presente nas Letras das Músicas do Grupo “Catireiros de Natividade-TO”

Ano

2015

Aluno(a) Isabelle Pereira Pinto
Orientador(a) Prof. Ms. Pablo Fabião Lisboa 
Banca Prof. Dr. Yussef Daibert Salomão de Campos 
Prof. Dr. Rildo Bento de Souza
Arquivo PDF (aqui)
Resumo A presente monografia objetiva analisar as letras das músicas e as imagens do encarte do CD do grupo Catireiros de Natividade, um grupo musical regional localizado no interior do Estado do Tocantins, na cidade de histórica de Natividade (considerada patrimônio nacional desde 1987). Sabendo da importância da manutenção das tradições e culturas dos interiores brasileiros, este trabalho investiga 6 músicas do grupo com o objetivo de mostrar a importância da memória oral para a preservação da história e costumes locais da cidade de Natividade, bem como apresenta uma entrevista realizada com Belarmino Rumão, integrante e fundador do grupo, nos debruçamos sobre os temas da identidade cultural e da memória oral.

 

Título

A Criação do Museu de Ciências da UFG: Metodologias e o projeto executivo de comunicação

Ano

2015

Aluno(a) Michele Ferreiras Martins
Orientador(a) Prof. Ms. Pablo Fabião Lisboa  
Banca Profa. Dra. Camila Azevedo de Moraes Wichers  
Profa. Dra. Ivanilda Andrade Aparecida Junqueira
Arquivo PDF (aqui)
Resumo

Este estudo trata do processo de articulação e criação do Museu de Ciências da UFG, concebido como um museu em rede a partir da reunião dos núcleos museológicos que pertencem a diferentes áreas do conhecimento dentro Universidade Federal de Goiás (UFG). A partir de uma metodologia qualitativa e interdisciplinar, com base na análise documental e em referenciais teóricos da Museologia, da Divulgação Científica e da Comunicação, é realizado um panorama da realidade vivida durante o processo de constituição do Museu de Ciências em Rede da UFG e apresentado uma proposta para o Projeto Executivo de Comunicação. Na medida em que esta proposta visa otimizar os recursos humanos e financeiros, por meio do estabelecimento estratégias planejadas e de colaboração na área de comunicação para os núcleos museológicos em questão, fica evidente a relevância do processo de articulação em rede desses núcleos visando a potencialização das atividades de divulgação científica do Estado de Goiás.

 

 

Listar Todas Voltar